Menu
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Paciente de mieloma múltiplo, atenção com os seus ossos

  

Shutterstock 1223413201
Esse câncer hematológico tem fraturas espontâneas como um dos sintomas mais comuns

Esse câncer hematológico tem fraturas espontâneas como um dos sintomas mais comuns

Por Natália Mancini

Um dos principais sintomas do mieloma múltiplo, um tipo de câncer hematológico, são as dores e fraturas ósseas. Cerca de 80-90% dos pacientes apresentam comprometimento ósseo ao serem diagnosticados. Ter alguns cuidados especiais pode evitar as lesões e até auxiliar no tratamento da doença.

Essa complicação acontece porque as células do mieloma também interferem nas células que auxiliam a manter os ossos saudáveis. Existem dois tipos de células ósseas que trabalham juntas para constantemente reconstruir os ossos. As que constroem um novo osso, chamadas de osteoblastos, e as que destroem o “osso velho”, conhecidas por osteoclastos.

Quem tem mieloma possui células doentes que produzem uma substância responsável por fazer com que os osteoclastos aumentem a velocidade de destruição óssea. Como os osteoblastos não recebem esse mesmo “sinal”, eles não constroem um novo osso. Dessa forma, o “osso velho” é destruído sem ter um osso recém-formado para substituí-lo.

Como consequência, podem surgir áreas de enfraquecimento dolorosas e o osso pode aparecer mais fino aos raios X ou até mesmo com buracos. Isso torna mais provável que aconteçam fraturas e, consequentemente, dores ósseas.

Do mesmo modo, esse desequilíbrio das células pode causar a redução da altura do paciente, devido ao desgaste das vértebras. Além de também poder causar um desvio da coluna vertebral.

Drª Priscilla Cury, hematologista e especialista em mieloma múltiplo da clínica São Germano, diz que nem sempre é possível distinguir uma fratura causada pela doença de uma fratura normal. “Geralmente a suspeita ocorre quando o paciente apresenta fraturas sem ter sofrido um acidente ou exagerado na carga daquele osso que fraturou”.

Segundo ela, os ossos mais afetados são a coluna vertebral, arcos costais, crânio e bacia.  Porém, é possível que os fêmures sejam afetados também.

Cuidados especiais durante o mieloma múltiplo

mieloma multiplo, mieloma, cancer osseo, dores nos ossos, doenças do sangue, células do sangue, cansaço excessivo e dores nas pernas, mieloma multiplo diagnostico, mieloma multiplo tratamento, mieloma multiplo estagios, o que é mieloma multiplo, mieloma multiplo o que é, sintomas de mieloma múltiplo, sintomas mieloma multiplo, mieloma o que é, cancer no sangue mieloma, cancer mieloma, cancer medula ossea sintomas, fraqueza nos ossos, doenças do sangue sintomas, anemia nos ossos, o que tem dentro do osso, doença no osso

De acordo com a Ana Paula Oliveira Santos, coordenadora do Comitê de Fisioterapia da Abrale, os maiores cuidados são em relação às possíveis fraturas. As orientações vão desde o uso de coletes adequados até ferramentas que auxiliam a caminhar, como andador ou bengala.

“É importante também pensar nas adaptações das atividades do dia a dia. Por exemplo, tipos de calçados utilizados, postura e ajuste de móveis e tapetes para evitar quedas”, explica a Ana Paula.

É importante que o paciente não faça uso de anti-inflamatórios para aliviar a dor. Esse tipo de medicamento é contraindicado pois pode levar a uma insuficiência renal.

A Drª Priscila afirma que para as situações de dor, o paciente de mieloma múltiplo pode fazer uso dos bisfosfonatos. Esses medicamentos equilibram a reabsorção óssea, auxiliando a diminuir a dor.

Ao mesmo tempo, é importante manter uma alimentação balanceada e ficar atento ao bom tratamento da doença como um todo.

Posso fazer exercício tendo mieloma múltiplo?

mieloma multiplo, mieloma, cancer osseo, dores nos ossos, doenças do sangue, células do sangue, cansaço excessivo e dores nas pernas, mieloma multiplo diagnostico, mieloma multiplo tratamento, mieloma multiplo estagios, o que é mieloma multiplo, mieloma multiplo o que é, sintomas de mieloma múltiplo, sintomas mieloma multiplo, mieloma o que é, cancer no sangue mieloma, cancer mieloma, cancer medula ossea sintomas, fraqueza nos ossos, doenças do sangue sintomas, anemia nos ossos, o que tem dentro do osso, doença no osso

É preciso, em primeiro lugar, que o paciente passe por uma avaliação clínica e física cuidadosa. No geral, deve-se evitar atividades que tenham alto impacto, como jogos coletivos e exercícios com carga alta.

A fisioterapeuta Ana Paula aconselha que os melhores exercícios são a hidroginástica, caminhada, bicicleta ergométrica e yoga. Porém, eles só devem ser realizados “após a liberação médica e com adaptação dos exercícios pelo fisioterapeuta de acordo com o caso de cada paciente”.

A fisioterapia em si é muito recomendada para os pacientes de mieloma múltiplo. A única condição é que ela precisa ser feita por um fisioterapeuta especialista na área da Oncologia. Dessa forma, ele pode indicar a melhor abordagem de acordo com a fase da doença e a condição do paciente.

A fisioterapeuta explica que “algumas complicações decorrentes do tratamento do mieloma podem ser minimizadas quando bem manejadas pelo profissional. A fisioterapia tem importante papel na manutenção da funcionalidade do corpo. Além de influenciar no alívio da dor (quando possível), manutenção da condição física, cardíaca e respiratória e minimizar a fadiga”.

Ela também pode ajudar na manutenção da força muscular, permitindo melhor sustentação do osso. Isso ajuda a evitar que as fraturas aconteçam e até possibilita uma melhor resposta ao tratamento

“Porém, todo o tratamento é individualizado e a indicação ou não do exercício vai depender das condições do paciente”, finaliza Ana Paula.

 

Vivendo com MM

Mieloma múltiplo e obesidade estão interligados

Deixe um comentário

  Receba um aviso sobre comentários nessa notícia  
Me avise quando