Menu
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Sentir medo de ter câncer é coisa do passado

  

Shutterstock 1720779955
Devido aos efeitos colaterais e possíveis evoluções, esta é uma das doenças mais temidas. Porém, atualmente, o câncer, em grande parte, é tratável e curável

Devido aos efeitos colaterais e possíveis evoluções, esta é uma das doenças mais temidas. Porém, atualmente, o câncer, em grande parte, é tratável e curável

Por Natália Mancini

O medo de ter câncer atinge 27% dos brasileiros, ocupando o primeiro lugar na lista de situações temidas, segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha em 2019. O principal motivo dessa doença ser tão assustadora é o significado de “sentença de morte” atribuído à ela. Porém, com os avanços tecnológicos nos tratamentos e o maior compreendimento sobre os cânceres, essa crença pode ser deixada de lado. 

O Dr. Fernando Maluf, oncologista no Hospital BP – Beneficiência Portuguesa e um dos fundadores do Instituto Vencer o Câncer, explica que o medo, no caso do câncer, “é provocado pela visão de que a doença é um inimigo cruel, uma doença que pode trazer  dor e sofrimento”.

Isso acontece, principalmente, porque ela apresentava altíssimas taxas de mortalidade antigamente. Por isso, hoje em dia, evita-se falar sobre as neoplasias malignas, ou seja, o câncer virou um tabu. Como consequência da fuga sobre esse assunto, há um baixo entendimento sobre ele. Consequentemente, o medo a seu respeito aumentou.

O não dito aumenta o desconforto. Na medida em que olha-se para o ‘fantasma’ e decide-se encará-lo e conviver com ele, o medo ameniza. O desconforto causado pelo que não é dito é pior do que o desconforto do enfrentamento da má notícia”, diz Débora Genezini, psicóloga e membro do comitê de Psicologia da Abrale. 

É preciso sentir medo de ter câncer?

medo, câncer, cancer, tabu, falar sobre câncer, falar sobre cancer, não é preciso temer o câncer, o que dizer, como perder o medo da morte, medo de estar doente, como ter cancer, estou com cancer, medo de ir ao médico, como pegar cancer, medo de doenças graves, porque temos cancer, como ter cancer, o medo, nao ter medo, porque temos medo, medo de ter cancer, como vencer o medo da morte, como superar o medo da morte, tenho medo de ter cancer, eu tenho medo de ter cancer, tenho muito medo de ter cancer, não tenha medo, medo de estar doente sintomas, medo de doenças graves , medo de doenças, medo de morrer fobia, medo de morrer, medo de doença, acho que vou morrer, eu tenho uma doença que tem medo do cancer, como vencer o medo do cancer, nao tenha medo do cancer, medo do câncer, câncer hoje, cancer hoje, tabus, cancer de hoje, o que dizer para uma pessoa com cancer, sobre cancer, precisamos falar sobre isso, porque temos cancerA principal forma de lidar com o medo de, possivelmente ter um câncer, é por meio da prevenção.

Entretanto, uma vez que a doença já foi diagnosticada, não é preciso temê-la, pois ela não é mais uma sentença. Hoje em dia, a medicina a encara como um desafio que pode ser vencido.

“Hoje, conseguimos a cura em muitos casos, principalmente quando é feito o diagnóstico precoce. Em outros casos, o controle da doença permite encarar o câncer como uma doença crônica, como, por exemplo, o diabetes”, conta o Dr. Maluf.

Os avanços da tecnologia permitiram que o câncer fosse melhor entendido de acordo com as mutações genéticas responsáveis pelo seu desenvolvimento. Dessa forma os tratamentos estão mais direcionados para atingirem somente as células doentes, de maneira mais eficaz.

“O aprimoramento tecnológico permitiu que o tratamento seja mais efetivo e menos danoso à pessoa, como é o caso da radioterapia. Com ela, hoje conseguimos fazer um tratamento extremamente direcionado ao tumor, sem atingir os tecidos saudáveis ao redor. Consequentemente, diminuindo os efeitos colaterais”, diz o médico. 

Caso, mesmo assim, apareçam efeitos colaterais, também existem novos medicamentos mais eficientes para auxiliar no alívio desses impactos indesejados.

Não tenha medo do câncer

Por mais que o diagnóstico de um câncer possa trazer muitas incertezas e medo, o diálogo com o médico é essencial. De acordo com a psicóloga Débora Genezini, cabe ao oncologista falar sobre o caminho que será percorrido, explicando  passo a passo. Isso faz com que o paciente se sinta seguro por ter uma previsibilidade e familiaridade do que acontecerá com ele.

Se sei que tem a possibilidade de ter náusea ou de perder o cabelo, eu tenho a opção de me preparar para isso. Além disso, posso decidir o que quero, ou não, fazer diante das informações”, exemplifica Débora.

O Dr. Maluf complementa dizendo que fora orientar sobre as propostas de tratamento, a equipe deve também entender as demandas emocionais tanto do paciente, quanto da família.

É preciso compreender qual o papel do paciente naquela família e como o câncer impactará sua vida e rotina. Confiar e ter esse amparo, tanto nos familiares e amigos, quanto na equipe médica, oferece força durante o tratamento. Além disso, também evita que o medo intensifique os sintomas físicos.

Segundo a psicóloga, outro fator muito importante a ser percebido é a representação que aquela pessoa carrega sobre o câncer.

Dependendo das experiências prévias com conhecidos, familiares, a representação pode ser negativa e aumentar as barreiras e o medo. E, somente entendendo esta representação que habita em cada um, será possível atuar nas desconstruções e nos esclarecimentos”, ela fala.

A história não se repete

medo, câncer, cancer, tabu, falar sobre câncer, falar sobre cancer, não é preciso temer o câncer, o que dizer, como perder o medo da morte, medo de estar doente, como ter cancer, estou com cancer, medo de ir ao médico, como pegar cancer, medo de doenças graves, porque temos cancer, como ter cancer, o medo, nao ter medo, porque temos medo, medo de ter cancer, como vencer o medo da morte, como superar o medo da morte, tenho medo de ter cancer, eu tenho medo de ter cancer, tenho muito medo de ter cancer, não tenha medo, medo de estar doente sintomas, medo de doenças graves , medo de doenças, medo de morrer fobia, medo de morrer, medo de doença, acho que vou morrer, eu tenho uma doença que tem medo do cancer, como vencer o medo do cancer, nao tenha medo do cancer, medo do câncer, câncer hoje, cancer hoje, tabus, cancer de hoje, o que dizer para uma pessoa com cancer, sobre cancer, precisamos falar sobre isso, porque temos cancerÉ preciso lembrar que, por mais que pessoas conhecidas já tenham enfrentado um câncer, essa não é uma doença única. Ou seja, existe um conjunto de vários subtipos do mesmo câncer, com evolução e tratamentos distintos. Por exemplo, duas pessoas com câncer de pulmão, provavelmente, vão apresentar subtipos diferentes da doença. Isso faz com que os tratamentos e evolução das doenças sejam diferentes.

É essencial ter em mente também que uma pessoa que tratou um câncer, como o de pulmão, há quinze anos não tinha à disposição tratamentos que existem atualmente. Então, por esses dois motivos, os efeitos e resultados que não serão os mesmos.

“A medicina se atualiza continuamente, com tratamentos mais modernos e eficazes surgindo frequentemente, permitindo que nos afastemos cada vez mais desse estigma da ‘sentença de morte’”, conclui o Dr. Fernando Maluf.

 

O que a mutação genética significa para um câncer

A cura do câncer já existe?

Deixe um comentário

  Receba um aviso sobre comentários nessa notícia  
Me avise quando