Menu
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Como os caminhos no SUS funcionam

  

Sus – Capa
Diariamente, milhares de pacientes oncológicos passam pelos serviços públicos de Saúde em todo o país

Diariamente, milhares de pacientes oncológicos passam pelos serviços públicos de Saúde em todo o país

Por Camila Vasconcelos, assistente de apoio ao paciente

Como sabemos, o Sistema Único de Saúde (SUS) é considerado um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo. Ele engloba todo o processo de tratamento – desde o atendimento ambulatorial, até cirurgias e transplantes de órgão.

O SUS assegura acesso integral, universal e gratuito para toda a população brasileira. Entretanto, embora muitos avanços tenham sido registrados, as dificuldades persistem.

O caminho percorrido pelos pacientes diagnosticados com algum tipo de câncer acontece, muitas vezes, de forma lenta. Por isso, é preciso ter atenção aos mínimos detalhes que abrangem a solicitação de primeira consulta, exames, encaminhamento ao especialista, fornecimento de medicamentos, dentre outros.

Tudo se inicia geralmente com a apresentação de sintomas. Podendo ser febres, sudorese noturna, manchas roxas, hemorragia, dores pelo corpo. Nesse momento, com o persistir dos sinais, o paciente frequentemente sente dúvidas de como buscar ajuda médica.

É importante saber que a porta de entrada do SUS são os Postos de Saúde. Por isso o paciente deve comparecer ao posto mais próximo de sua casa para fazer o Cartão do SUS, portando RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de nascimento/casamento. Mas em caso de urgência e emergência, deve-se procurar o pronto-socorro.

sus; câncer; caminho no susSUS atendimento

Após o cadastro no SUS e agendamento de consulta, o paciente passará primeiramente com o clínico geral. Ao identificar, por meio de exames, possíveis sinais de um câncer – ou qualquer outra doença – o médico poderá realizar o encaminhamento ao especialista. Ou seja, ele dirá ao paciente com qual especialidade deve se consultar, se Hematologia, Cardiologia, Oncologia, dentre outras. Este será o primeiro passo para um atendimento conclusivo sobre os sintomas.  

É normal os pacientes diagnosticados com câncer sentirem um turbilhão de emoções no momento da notícia e voltarem para casa cheios de dúvidas. Vale seguir uma dica: adotar um caderno ou bloco de notas no próprio celular a fim de anotar todas as dúvidas que surgirem em mente sobre o diagnóstico, tratamento e até mesmo dúvidas sobre mudanças que deverão ocorrer em sua rotina (estudos, trabalho, etc.). Dessa forma, é possível na próxima consulta esclarecê-las com o próprio médico, e caso permaneçam, entrar em contato com a ABRALE.

SUS agendamento

Entre as etapas percorridas o paciente costuma sentir muitas dificuldades quanto aos atrasos no agendamento de consultas, de exames, entrega de medicamentos. Além de tantos outros obstáculos. Não somente os recém-diagnosticados, mas aqueles que estão em tratamento e aqueles que já alcançaram a remissão. Para tudo isso, o paciente precisa estar atento em acionar a Ouvidoria do hospital. Registrar sua reclamação e fazendo valer seu direito ao acesso ao tratamento de qualidade.

Para o paciente que já tiver o resultado do diagnóstico do câncer, a Lei dos 60 dias o ampara e obriga que o início do tratamento ocorra dentro desse período. Isso ajudará na combinação entre diagnóstico precoce, o aumento das chances de sucesso no tratamento e recuperação da saúde.

Entende-se, portanto, que nessa jornada o maior desafio não é só do paciente. É também do Governo, Organizações da Sociedade Civil e cidadãos em torná-la mais humanizada, integral, ágil e compreensível. Cada caminho a ser tomado requer muita atenção, informação e responsabilidade. Dessa forma, a vivência em cada etapa é a proximidade do sucesso no tratamento.

Deixe um comentário

  Receba um aviso sobre comentários nessa notícia  
Me avise quando