skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Jornalista Alberico de Souza Cruz morre aos 84 anos

Alberico nasceu em Abaeté, no interior de Minas Gerais. Formou-se em Direito, mas seguiu o jornalismo como profissão

Morreu ontem, aos 84 anos, o ex-diretor de Jornalismo da TV Globo Alberico de Sousa Cruz. O jornalista recebeu o diagnóstico de leucemia há dois anos e meio e, desde então, lutava contra a doença. Há uma semana, foi internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio, com complicações da doença e não resistiu.

Alberico nasceu em Abaeté, no interior de Minas Gerais. Formou-se em Direito, mas seguiu o jornalismo como profissão. Deixa mulher, Regina, duas filhas, Cristiana e Janaína, e três netos.

O jornalista trabalhou nos principais jornais, revistas e emissoras do país, com passagens pelo Jornal do Brasil, pela revista Manchete, pelas sucursais de Brasília e de Belo Horizonte da Última Hora, pela revista Veja e pelo O Jornal, dos Diários Associados. No jornalismo da Globo, Sousa Cruz foi responsável pelas coberturas da morte do presidente eleito Tancredo Neves, em 1985, e da Guerra do Golfo, em 1991 – com repórteres em Israel, Jordânia, Iraque e Estados Unidos.

Alberico chegou à Globo em 1980, convidado pelo jornalista Armando Nogueira – então diretor de Jornalismo da emissora – para assumir o mesmo posto, mas na sucursal de Minas Gerais. Em 1982, se mudou para o Rio de Janeiro, onde se tornou diretor de Telejornais Comunitários da Central Globo de Jornalismo.

O jornalista assumiu o cargo de diretor de Telejornais da Globo, em 1987 – substituiu o próprio Nogueira. Ficou na emissora até 1995. Depois, comandou o jornalismo da RedeTV! até se aposentar, em 2002.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), lamentou o falecimento de Alberico e se solidarizou com amigos e parentes. “O jornalista Alberico de Souza Cruz trabalhou nos principais jornais, revistas e emissoras do país, atuando em coberturas jornalísticas marcantes no Brasil e no mundo. Transmito, em nome do Senado Federal, a todos os familiares e amigos, os mais sinceros votos de solidariedade, sentimentos e apoio por essa grande perda”, disse Pacheco por meio de nota.

Quem também se manifestou foi o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), que é jornalista. “Gostaria de dizer que, nos 40 anos de minha carreira na televisão brasileira, os melhores momentos foram vividos com Alberico de Souza Cruz como meu diretor, como quem mais me promoveu, me valorizou e me ensinou, pelo seu caráter e pelo seu talento”, tuitou Kajuru.

O senador José Serra (PSDB-SP) também se manifestou pela morte do jornalista. “Lamento a morte do grande jornalista Alberico Souza Cruz. Seu profissionalismo o levou aos principais veículos jornalísticos do país. Esteve à frente de coberturas de importantes fatos históricos, como as Diretas Já e a Guerra do Golfo”, publicou o parlamentar em sua conta no Twitter.

 

Fonte: Correio Braziliense Online

Back To Top