skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Bebê que venceu leucemia é aplaudido por passageiros em avião

A leucemia mielóide aguda é tão rara quanto ganhar na loteria, afirmou um dos médicos do bebê

Um bebê foi aplaudido pela tripulação e passageiros em um voo de volta para casa, após meses em tratamento de um câncer. O pequeno João Gabriel, de dois meses, foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda. Para realizar tratamento, ele saiu de Rondônia e foi a São Paulo. Quase seis meses depois, ele voltou para casa em estado de remissão, quando não há sinais da presença de câncer.

O vídeo foi feito por um dos pilotos do voo. No registro, é possível ver o pequeno todo sorridente no colo da mãe, Amanda Rodrigues.

Em entrevista ao G1, a mãe de João Gabriel contou sobre o processo de diagnóstico e tratamento do filho. Segundo ela, logo após nascer, ele apresentava sintomas parecidos com uma alergia à proteína do leite de vaca. Ele, inclusive, chegou a ser internado.

A minha queixa era essa, coisa boba: que ele não está mamando direito, ele mamava e vomitava. A gente teve todos os cuidados, e ele continuava vomitando. Teve um ponto que eu levei em cinco médicos e todos diziam que estava tudo bem”, relembra a mãe.

Após meses de consultas, um médico solicitou um exame na medula de João. O exame identificou uma rara doença: a leucemia mieloide aguda. “Meu mundo caiu. A gente sempre acha que nunca vai acontecer com a gente. O doutor falou que foi uma coisa como ‘ganhar na mega sena’, muito rara de acontecer”, disse Amanda.

Em busca do melhor tratamento possível para o filho, os pais conseguiram uma vaga no Hospital de Amor de Barretos, em São Paulo. A família conseguiu o transporte aeromédico do Corpo de Bombeiros de Rondônia. Poucos dias depois de pousar em São Paulo, o bebê já iniciou o tratamento de quimioterapia.

“Eu sempre fui muito positiva. Eu orava muito a Deus. Quando você está passando por esses momentos, 50% é tratamento e 50% é nosso psicológico. Ele [o João] sentiu tanto amor e tanta coisa positiva”, conta a mãe.

Final do tratamento

No último dia 18 de outubro, João Pedro finalmente conseguiu alta do hospital e pôde retornar para casa. Dois dias depois, no avião voltando para Rondônia, a família foi aplaudida por todos os presentes. Além disso, já no Acre, toda família e amigos fizeram uma recepção calorosa no aeroporto para comemorar a cura do pequeno.

 

Fonte: O Povo

Back To Top