skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

ANVISA aprova novo medicamento contra o citomegalovírus

Indicação é para pacientes que farão TMO alogênico

No dia 17 de fevereiro deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou o Ietermovir (Privymtra®), utilizado na prevenção de infecção à doença causada pelo citomegalovírus (CMV) em pacientes adultos que farão transplante de medula óssea alogênico soropositivos para CMV.

Esta é a primeira terapêutica aprovada no país para tal finalidade e pode ser iniciada no dia do transplante e também até 28 dias após o procedimento. O medicamento é oral e pode ser tomado uma vez ao dia. 

Como próximos passos, antes de sua comercialização, a nova terapia será avaliada pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), órgão responsável pela regulação econômica do mercado de medicamentos do Brasil, que estabelecerá o preço a ser praticado. 

Entenda o citomegalovírus

Pertencente à família do herpesvírus, a mesma dos vírus da catapora, herpes simples, herpes genital e herpes-zóster, geralmente o CMV é assintomático. Mas, ainda assim, ele fica latente e pode ser reativado caso haja uma deficiência imunológica, como no caso após o tratamento com quimio ou transplante de medula óssea. 

Ele pode ser transmitido por:

  • Via respiratória, como tosse e espirro de alguém infectado
  • Transfusão de sangue
  • Mulher grávida para o bebê ou durante o parto
  • Relações sexuais
  • Objetos, como xícaras, copos e talheres

 

Fonte: Comunicação Abrale

Back To Top