skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

DOAÇÃO DE SANGUE 

Seja um doador de sangue voluntário!

Doar sangue de forma voluntária é um ato de extrema importância, já que existem pessoas, como as com talassemia maior, que precisam fazer transfusões de sangue para sua sobrevivência. Alguns pacientes com câncer também precisam receber transfusões de sangue (hemáceas ou plaquetas)

Hoje, 1,8% da população brasileira doa sangue, sendo que de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o ideal seria entre 3% a 5% da população. Por isso, essas pessoas contam com sua ajuda!


VEJA O QUE É NECESSÁRIO PARA DOAR SANGUE

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos.
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa 4 horas antes da doação).
  • Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Onde posso doar sangue?

Acesse agora a Redome, e encontre os Hemocentros para doação de Sangue no Brasil.

COMPOSIÇÃO DO SANGUE

O sangue é um tecido vivo que circula pelo corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos. Ele é produzido na medula óssea e é formado por uma parte líquida (plasma) e uma parte celular (glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas). Para entender melhor:

Plasma – com uma coloração amarelo palha, ele é constituído por 90% de água, proteínas e sais minerais. Através deles circulam por todo o organismo as substâncias nutritivas necessárias às células.

Glóbulos vermelhos – também conhecidos como hemácias, eles são chamados assim devido ao alto teor de hemoglobina, uma proteína avermelhada que contém ferro. A hemoglobina, por sua vez, capacita os glóbulos vermelhos a transportar oxigênio a todas as células do organismo.

Glóbulos brancos – também conhecidos por leucócitos, essas células são responsáveis por combaterem as infecções, destruindo diretamente as bactérias e vírus no sangue, além de produzirem globulinas, que fortalecem o sistema imunológico frente às doenças.

Plaquetas – pequenas células que tomam parte no processo de coagulação sanguínea, pois se acumulam ao redor de uma lesão (cortes) e formam um “tampão” para interromper a perda de sangue.

A depender do tipo de câncer, o paciente precisará receber transfusões de sangue (hemácias ou plaquetas) e você é peça chave para salvar esta e outras vidas. Por isso, doe sangue!

EM QUE SITUAÇÃO NÃO POSSO DOAR SANGUE?

  • Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas
  • Gravidez
  • 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação
  • Tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses

Existem impedimentos definitivos para doação de sangue?

Sim, e nestas condições não é possível ser um doador de sangue:

  • Hepatite após os 11 anos de idade
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis
  • Malária
  • Se teve algum tipo de câncer, incluindo leucemia

Conheça alguns mitos sobre doação de sangue:

Idosos não podem doar sangue.

MITO. A partir de 2013, houve aumento na idade máxima dos doadores de sangue pelo Ministério da Saúde. Atualmente, pessoas entre 16 e 69 anos podem realizar o ato de doação.


A doação é restrita a pessoas sem piercing e tatuagem.

MITO. Apenas pessoas com piercing na cavidade oral não podem realizar a doação, pois a boca está mais receptiva a infecções do que outras áreas do corpo. Sobre pessoas com tatuagens, é indicada que a doação seja feita após um ano da realização do desenho, pois é o tempo adequado para manifestações de doenças contagiosas que possam ser transmitidas pela agulha.


Doadores estão suscetíveis a doenças transmissíveis via sangue. 

MITO. A partir da implementação do teste NAT com fomento da ABHH, doenças como HIV, Hepatites B e C, são detectadas pelo procedimento que tem capacidade de identificar se a pessoa está contaminada mesmo que haja um curto período, entre o dia de contaminação e a doação.


O doador pode realizar o ato a cada 30 dias. 

MITO. A doação de sangue deve realizada com intervalo mínimo de 60 dias para homens e 90 dias para as mulheres, ou seja, em um período de 12 meses, há possibilidade de doação de até quatro vezes por ano, no caso de doador masculino e três em caso de doadora.

Back To Top