skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

O que são Cuidados Paliativos?

Inicialmente, os cuidados paliativos foram pensados apenas para o tratamento oncológico, mas hoje englobam qualquer doença que ameace a vida por ser progressiva ou até mesmo incurável.

Importante! É preciso desmistificar a ideia que, cuidados paliativos só devem ser empregados quando não há mais possibilidade de tratamento e o paciente estiver em condição de terminalidade. Seu principal conceito é promover a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares por meio de prevenção e alívio do sofrimento.


Seus princípios são:

  1. Promover o alívio da dor e de outros sintomas.
  2. Afirmar a vida e considerar a morte como um processo natural.
  3. Não acelerar nem adiar a morte.
  4. Integrar os aspectos psicológicos e espirituais no cuidado ao paciente.
  5. Oferecer um sistema de suporte que possibilite ao paciente viver tão ativamente quanto possível, até o momento da sua morte.
  6. Oferecer sistema de suporte para auxiliar os familiares durante a doença do paciente e a enfrentar o luto.
  7. Promover a abordagem multiprofissional para focar nas necessidades dos pacientes e de seus familiares, incluindo acompanhamento no luto.
  8. Melhorar a qualidade de vida e influenciar positivamente o curso de vida.
  9. Ser iniciado o mais precocemente possível, juntamente com outras medidas de prolongamento da vida, como a quimioterapia e a radioterapia, e incluir todas as investigações necessárias para melhor compreender e controlar situações clínicas estressantes.

 

São várias as formas de tornar essa situação o mais confortável possível ao paciente e aos seus entes queridos. A humanização no tratamento está justamente na maneira como a equipe avalia e aplica o plano terapêutico nos campos emocional, físico, social e até mesmo espiritual, afinal, todas essas áreas devem estar em harmonia para que o paciente se sinta bem.


Os cuidados paliativos são oferecidos em hospitais ou em casa.

Para cada etapa da doença e do tratamento, a equipe irá avaliar o melhor local para a assistência acontecer.

  • O suporte deve ser fornecido à família, pois assim, todos possam se sentir melhor e mais confortáveis com a nova situação estabelecida.
  • É muito importante que os sintomas do paciente sejam avaliados rotineiramente, indo além de possibilitar que ele tenha o mínimo de impacto possível em seu dia a dia, mas também para preparar a família para o acompanhamento dessa nova rotina.
  • Esses cuidados acontecem de maneira integrada, e assim, toda a equipe médica e multiprofissional exerce funções de extrema importância. Médico, enfermeiro, assistente social, farmacêutico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo, nutricionista, educador físico e assistente espiritual devem, desse modo, trabalhar juntos na busca de melhorias no dia a dia do paciente e de sua família.

Veja se no seu centro de tratamento esse tipo de serviço é oferecido.


Comitê de Cuidados Paliativos Abrale

O Comitê é constituído por psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos e assistentes sociais que se reúnem periodicamente com a responsabilidade de contribuir para o melhor tratamento do paciente oncológico, e que por esse motivo, tem como objetivo sempre a prevenção e o alívio do sofrimento durante o tratamento, nestas diferentes áreas. Os membros que compõem este Comitê também ajudam na divulgação de informações e elaboração de materiais didáticos.

Back To Top