skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

TROMBOCITEMIA ESSENCIAL É CANCER?

O QUE É TROMBOCITEMIA ESSENCIAL?

Ela pertence ao grupo das doenças mieloproliferativas.

A Trombocitemia Essencial é um tipo de neoplasia do sangue que acontece devido ao mau funcionamento das células-tronco. Elas sofrem uma mutação e passam a se proliferar sem controle.

Neste processo, as plaquetas, também chamadas de trombócitos, são as mais afetadas, e passam a ser produzidas em excesso. Como elas têm a função de coagular o sangue, há um grande risco de formarem coágulos (trombos), bloqueando os vasos sanguíneos. E este é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores perigos desta doença.


QUAL A IMPORTÂNCIA DA MEDULA ÓSSEA PARA NOSSO ORGANISMO?

A medula óssea é a responsável pela fabricação dos componentes do sangue: glóbulos vermelhos, encarregados pela oxigenação do organismo; glóbulos brancos, que defendem o corpo das infecções; e as plaquetas, que evitam hemorragias. Ela é formada por células-tronco, que dão origem a estes componentes.

Quando o organismo está trabalhando normalmente, as células nascem, amadurecem e são lançadas na corrente sanguínea somente quando já estão maduras (adultas), e aptas para desempenhar as funções citadas.


O QUE CAUSA A TROMBOCITEMIA ESSENCIAL?

As causas ainda não são conhecidas, mas os estudos apontam que mais da metade dos pacientes apresentam uma anormalidade no gene JAK2, a chamada mutação V617F. Embora dê a impressão de ser bastante complicado, esse é um dado importante para o momento do diagnóstico e que poderá indicar qual o melhor tratamento.


A TROMBOCITEMIA ESSENCIAL VERA É HEREDITÁRIA?

A Trombocitemia Essencial não é hereditária, é uma doença rara, que normalmente acomete adultos acima dos 40 anos, com um maior número de casos em pessoas com mais de 60 anos de idade.


FUI DIAGNOSTICADO COM TROMBOCITEMIA ESSENCIAL, E AGORA?

Se você foi diagnosticado com Trombocitemia Essencial, não hesite em tirar todas as suas dúvidas com seu médico. O especialista responsável por tratá-la é o hematologista.

Vídeos relacionados
Back To Top