skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

O que significa Síndrome Mielodisplásica?

Consultoria Dr. Phillip Scheinberg

Mas, enfim, o que é a Síndrome Mielodisplásica? Mielodisplasia ou Síndrome Mielodisplásica acontece quando as células localizadas na medula óssea começam a apresentar problemas em sua produção e em seu amadurecimento, ocasionando uma superpovoação de células jovens.

Essas células jovens, conhecidas como blastos, ficam incapazes de exercerem corretamente suas funções, pois não estão maduras para isso, o que compromete a produção de células saudáveis.


E qual é a importância da Medula Óssea para nosso corpo?

A medula óssea é responsável pela fabricação dos componentes do sangue: glóbulos vermelhos, encarregados pela oxigenação do organismo; glóbulos brancos, que defendem o corpo das infecções; e as plaquetas, que evitam hemorragias. As células-tronco é que dão origem a estes componentes.

Quando o organismo está trabalhando normalmente, as células nascem, amadurecem e são lançadas na corrente sanguínea somente quando já estão maduras (adultas), e aptas para desempenhar as funções citadas.


Qual a classificação da Síndrome Mielodisplásica na OMS?

A mielodisplasia engloba um grupo de doenças, divididas em sete categorias pela Organização Mundial de Saúde (OMS). São elas:

  • Citopenia Refratária com Displasia Unilinhagem (CRDU)
  • Anemia Refratária com Sideroblastos em Anel (ARSA)
  • Citopenia Refratária com Displasia Múltipla (CRDM)
  • Anemia Refratária com Excesso de Blastos-1 (AREB-1)
  • Anemia Refratária com Excesso de Blastos-2 (AREB-2)
  • Síndrome Mielodisplásica não Classificada (SMD-U)
  • Síndrome Mielodisplásica Associada à Deleção Isolada do braço longo de Cromossomo 5

A Síndrome Mielodisplásica pode ser classificada em primária e secundária.

Mielodisplasia primária:  é aquela que não se sabe o motivo para as modificações nas células da medula, e corresponde a maior parte dos casos.

Mielodisplasia secundária: é aquela que o paciente já passou por um tratamento com quimioterapia ou radiação, por exemplo, e acaba desenvolvendo a doença por este motivo em específico.


Síndrome Mielodisplásica pode  evoluir para uma leucemia?

Sim! em alguns casos, a mielodisplasia pode evoluir para uma leucemia mieloide aguda, quando a medula para completamente de produzir células saudáveis.


O que causa a Síndrome Mielodisplásica?

Ainda não se sabe os reais motivos para o seu surgimento, mas esta não é uma doença hereditária. A mielodisplasia é mais comum em pessoas acima dos 60 anos, mas também pode ser diagnosticada em crianças (ainda que seja rara nessa faixa etária).


Fui diagnosticado com Síndrome Mielodisplásica, e agora?

Se você foi diagnosticado com mielodisplasia, não hesite em tirar todas as suas dúvidas com seu médico. O especialista responsável é o onco-hematologista.

Vídeos relacionados
Back To Top