skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

O que é estadiamento?

A avaliação da extensão da doença é denominada estadiamento, e que juntamente com o subtipo, é então fundamental para entender qual o tratamento é o ideal para ser utilizado. O médico geralmente determina o estadiamento da doença por meio dos resultados dos exames de imagem. O PET scan e a tomografia computadoriza são os mais importantes nesta determinação. Os estadiamentos estão classificados como:

 

Estágio I

Quando há apenas um único grupo de linfonodos acometido ou um único órgão linfoide acometido.


Estágio II

Quando estão envolvidos dois ou mais grupos de linfonodos do mesmo lado do diafragma.


Estágio III

Quando os grupos de linfonodos acometidos estão em posições diferentes (acima e abaixo) do diafragma.


Estágio IV

Quando estão envolvidos linfonodos e outros órgãos fora do sistema linfático, como pulmões, fígado, ossos e/ou medula óssea.

estadiamentos_linfoma_de_hodgkin


Outros modificadores também podem ser utilizados para descrever os estágios do linfoma:

 

X – Quando a massa excede 10 cm em seu maior diâmetro ou, quando apresenta uma massa mediastinal (no tórax) que ultrapassa um terço do diâmetro transverso transtorácico

 

E – Envolvimento de sitio extralinfático

 

S – Envolvimento do baço

 

Os quatro estágios do linfoma não-Hodgkin podem ser divididos em categorias “A” e “B”. A categoria “A” indica a ausência de febre, suor noturno e perda de peso. Os pacientes que apresentam algum desses sintomas pertencem à categoria “B” e, geralmente, recebem tratamento mais agressivo.

Back To Top