skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

QUAIS AS FASES DA LEUCEMIA MIELOIDE CRÔNICA?

Para a maioria dos tipos de cânceres, os médicos definem um “estágio da doença” baseado no tamanho do tumor e se o câncer se espalhou para os gânglios linfáticos ou para outras partes do corpo. Entretanto, o “estágio” da LMC não é definido do mesmo jeito como a maioria dos cânceres, mas sim por fases.

A LEUCEMIA MIELOIDE CRÔNICA TEM 3 ESTÁGIOS

Saber em qual fase a LMC está ajuda os médicos a determinarem o tratamento apropriado e prever o prognóstico (chance de recuperação) do paciente. As três fases da LMC são:

  • Fase crônica
  • Fase acelerada
  • Fase blástica (também chamada de “crise blástica”)

Inibidores de Tirosina Quinase

Hoje, com o uso dos Inibidores de Tirosina Quinase raramente observamos as fases mais avançadas da doença. Os médicos usam os testes do diagnóstico para determinar em qual fase o paciente de LMC está. A determinação da fase da LMC tem como base o número de glóbulos brancos imaturos no sangue e na medula óssea do paciente.


Fase Crônica da LMC:

A maioria dos pacientes são diagnosticados com a fase crônica da LMC e se apresentam:

– Com ou sem sintomas

– Com aumento no número de glóbulos brancos do sangue

– Normalmente respondem bem ao tratamento padrão (os sintomas desaparecem, a contagem dos glóbulos brancos volta ao normal, a concentração de hemoglobina melhora e o baço volta ao tamanho normal).

Se não tratada, a fase crônica, eventualmente, irá evoluir à fase acelerada.


Fase acelerada da LMC

Nesta fase ocorre aumento no número de células imaturas e, às vezes, novas mutações cromossômicas podem acontecer, além do cromossomo Ph. Pessoas na fase acelerada podem ter:

– Mais de 20% de basófilos (tipo de glóbulo branco) no sangue

– Alta contagem de glóbulos brancos no sangue

Contagem muito alta ou muito baixa de plaquetas

– Aumento do tamanho do baço

– Anemia

– Outras anormalidades cromossômicas

– Novas mutações cromossômicas nas células de LMC.

Na fase acelerada, o número de células de LMC cresce mais rápido e causa sintomas como fadiga, febre, perda de peso e baço aumentado. Se não tratada, a fase acelerada irá evoluir para a fase blástica.


Fase blástica da LMC:

Também chamada de “crise blástica”,  a fase blástica aparece e se comporta como a forma aguda da leucemia mieloide. A pessoa que tiver a fase blástica da LMC pode ter:

– Anemia

– Contagem muito alta de glóbulos brancos no sangue.

– Contagem muito alta ou muito baixa de plaquetas

– Blastos no sangue, medula óssea ou outros órgãos

– Células de LMC com novas anormalidades cromossômicas

– Sintomas como fadiga, fôlego diminuído, dor abdominal, dores no osso, baço aumentado, falta de apetite e perda de peso, hemorragias e infecções.

Back To Top