skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Consultas públicas da Conitec recebem contribuições para as linhas de cuidado para síndrome mielodisplásica, falências medulares e mieloma múltiplo!

Participe, a sua contribuição é muito valiosa! O prazo para o envio das contribuições é até o dia 15 de junho.

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) abriu três consultas públicas, no dia 27 de junho de 2022, para receber contribuições da sociedade a respeito da atualização das Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas (DDT) e Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT)  para diferentes tipos de cânceres e doenças no sangue. 

CP Nº34 – Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas (DDT) do Mieloma Múltiplo 

CP Nº35 – Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de Síndromes de Falências Medulares 

CP Nº36 – Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) de Síndromes Mielodisplásicas de Baixo Risco 

A Conitec já apresentou proposta para atualização das DDT e PCDT, mas a sugestão é insuficiente. Precisamos garantir que nenhum medicamento importante para o tratamento de Mieloma Múltiplo, Síndromes de Falências Medulares ou Síndromes Mielodisplásicas de Baixo Risco fique de fora da nova versão das DDT e PCDT. Tendo em vista que esses documentos irão orientar a conduta e os critérios dos profissionais de saúde e gestores do SUS para escolha da melhor opção terapêutica ou protocolo para a situação clínica dos pacientes. 

Essa é a nossa chance! Por isso, se você é profissional da saúde, paciente, cuidador, familiar ou amigo de paciente, envie a sua contribuição à Conitec sobre a proposta apresentada e exerça o seu direito de participação social!

Como faço para participar?

Os interessados em participar das Consultas Públicas deverão acessar o site Participa + Brasil, uma plataforma do Governo para unificar os canais digitais de participação social. Siga o passo a passo a seguir para fazer a sua contribuição:

  1. Acesse o site Participa Brasil e clique no botão “Acesso” no campo superior direito. 
  2. Faça o login com a sua conta no Gov.BR. Caso não tenha sua conta Gov.Br, é possível criá-la neste link: Criar sua conta 
  3.   Uma vez já logado em sua conta Gov.Br, mantenha a página do Participa+Brasil em aberto e volte para este passo a passo.
  4. Acesse o site da Conitec – http://conitec.gov.br/consultas-publicas
  5. Encontre o número da consulta pública que deseja contribuir e selecione o formulário para preencher, existem dois tipos: Formulário Experiência ou Opinião – para enviar um comentário sobre experiência ou opinião com o tema, como paciente, familiar, amigo, cuidador de paciente, profissional de saúde, interessado no tema e outros. Formulário Técnico-científico – para acrescentar ou discutir evidências científicas ou econômicas sobre a tecnologia avaliada. 
  6. Ao acessar o formulário, no início da página, você poderá ler ou consultar a proposta da CONITEC antes de fazer a sua contribuição.
  7. Preencha as questões do formulário que estão no campo “Registre a sua opinião” 
  8. Na pergunta 6, selecione “muito ruim” ou “ruim” se você achou que a proposta da Conitec deixou de incluir algum medicamento importante, cite qual(is) na pergunta 7 e prossiga com as demais questões.
  9. Finalize clicando no botão ‘Enviar opinião’ no rodapé da página, ao final da página haverá a mensagem que confirma o registro.

Afinal, o que são PCDTs e DDT?

Os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) são documentos que estabelecem os critérios para o diagnóstico de cada doença ou agravo à saúde e como ela deve ser tratada, os medicamentos e demais produtos apropriados a ser seguido pelos médicos e gestores do SUS.  Já as Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas em Oncologia (DDT) em Oncologia visam nortear as melhores condutas na área.

A principal diferença em relação aos PCDT é que, a DDT não se restringe às tecnologias incorporadas no SUS, mas sim ao que pode ser oferecido a este paciente, garantindo a autonomia dos centros de tratamento na escolha da melhor opção para cada situação clínica.

Câncer também se combate com informação

Entenda como é o tratamento, diagnóstico e os principais sinais de cada uma das patologias. Acesse:

 

Fonte: Advocacy e Políticas Públicas Abrale

Back To Top