skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Boas notícias! Novos tratamentos são aprovados nos planos de saúde

Ao total, 12 medicamentos para Onco-Hematologia entram no ROL da ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou esta semana a proposta de Resolução Normativa que irá atualizar o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. Na apresentação, constam os resultados da consulta pública que reuniu contribuições para incorporação de novas tecnologias na lista de cobertura dos planos de saúde.

O esforço da Abrale, em trabalho conjunto com os pacientes onco-hematológicos, rendeu excelentes resultados e alcançamos importantes incorporações na atualização do Rol. Em números, 12 indicações defendias pela Abrale foram aprovadas. A minuta passa por últimos ajustes para aprovação final do Colegiado da ANS, seguida da publicação no Diário Oficial da União.

Confira a apresentação na íntegra!

A participação dos pacientes, familiares, amigos ou cuidadores de pacientes somaram 9.535 contribuições. No total, houve um aumento de 400% na participação da sociedade civil, saltando de 5.229 contribuições em 2017, para 26.141 em 2020.

Confira as 12 indicações aprovadas:

Mieloma Múltiplo: Citrato de Ixazomibe (1); Lenalidomida para MM refratário/recidivado (2), sem tratamento prévio (3) e tratamento de manutenção (4).

Síndrome Mielodisplásica: Lenalidomida (5).

Linfoma de Células do Manto: Ibrutinibe (6).

Leucemia Linfocítica Crônica: Ibrutinibe para primeira linha (7) e tratamentos refratários/recaídos (8) e Venetoclax (9).

Leucemia Mieloide Aguda: Venetoclax (10) e Midostaurina (11).

Leucemia Mieloide Crônica: Nilotinibe (12).

Infelizmente, não conseguimos a aprovação do Acalabrutinibe para Linfoma de Células do Manto, Ruxolitinibe para Policetemia Vera e do procedimento chamado sistema integrado de fotoaférese extracorpórea (FEC), para melhor tratar a doença do enxerto contra o hospedeiro (DECH).

A Abrale aproveita para agradecer a todos os pacientes, familiares, amigos ou cuidadores de pacientes que se engajaram e participaram da Consulta Pública que resultou na revisão do Rol. Reafirmamos também nosso compromisso em continuar trabalhando em prol do melhor tratamento para todos os pacientes. Onde houver 1% de chance, haverá 100% de esforço.

Relembre a atuação da Abrale!

Durante o período de 08/10 a 21/11/20, a Abrale defendeu a incorporação de oito medicamentos para diferentes patologias: Mieloma Múltiplo (MM), Síndrome Mielodisplásica (SMD), Linfoma de Células do Manto (LCM), Leucemia Linfocítica Crônica (LLC), Leucemia Mieloide Aguda (LMA), Leucemia Mieloide Crônica (LMC) e Policitemia Vera (PV). Também defendemos a incorporação do procedimento chamado sistema integrado de fotoaférese extracorpórea (FEC), para melhor tratar a doença do enxerto contra o hospedeiro (DECH).

Foram produzidos 15 documentos pela Equipe Técnica e os médicos do Comitê Científico da Abrale. Além disso, em parceria com a ABHH – Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, assinamos outros 12 documentos que defendiam a incorporação dos medicamentos e procedimentos para os pacientes. As tecnologias defendidas pela Abrale incluem: Citrato de Ixazomibe, Lenalidomida, Acalabrutinibe, Ibrutinibe, Venetoclax, Midostaurina, Nilotinibe, Ruxolitinibe e o procedimento chamado Sistema integrado de fotoaférese.

Back To Top