skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Projeto da Abrale e Instituto Mauricio de Sousa estimula tratamento humanizado para câncer infantil

‘Projeto Dodói’ está em 40 hospitais de todo o País; saiba como ajudar

Um tratamento humanizado e afetivo para crianças que passam por tratamento contra um câncer. Esse é o propósito do Projeto Dodói, uma iniciativa da Abrale (Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia) e do Instituto Mauricio de Sousa.

A leucemia é o tipo de tumor mais frequente na faixa etária dos 0 aos 19 anos. Os pacientes que tratam a doença enfrentam várias mudanças na rotina, especialmente por precisarem ficar longos períodos internados no hospital e por causa dos efeitos colaterais do tratamento, como a quimioterapia.

Anualmente, cerca de 8,5 mil crianças são diagnosticadas com câncer no Brasil, segundo a Abrale.

Desde a criação do projeto, há 16 anos, o kit Dodói já ajudou mais de 8 mil meninos e meninas e está presente em mais de 40 hospitais. O material lúdico, criado especialmente para a ação, inclui bonecos da Turma da Mônica, gibis, revista de atividades, jogos que auxiliam a expressar sensações e sentimentos, além de escala de dor e cartazes.

É um desafio para os pais passarem para os filhos o que está acontecendo. E é importante que as crianças saibam a verdade para compreender melhor o procedimento e as etapas do tratamento. O kit ajuda a tirar o medo do desconhecido. A brincadeira ajuda nesse sentido”, afirma Merula Steagall, presidente da Abrale.

Para este ano, a Abrale pretende levar o kit para ainda mais jovens e o Instituto Mauricio de Sousa criou uma camiseta exclusiva para a campanha de arrecadação de recursos.

Influenciadores digitais foram convidados para vestir a camiseta e publicar uma foto nas redes sociais, marcando as hashtags #ProjetoDodói #ExiteUmJeitoMelhor e também a @abraleoficial.

Pessoas físicas também podem ser doadoras e contribuir para o projeto. A campanha tem como objetivo arrecadar R$ 150 mil, que serão destinados à compra dos Kits Dodói. Além da distribuição, a aplicação e sucesso do programa dependem da capacitação dos profissionais de saúde, coleta e monitoramento dos dados e aperfeiçoamento contínuo.

Mais informações sobre o Projeto Dodói e doações podem ser acessadas no site.

 

Fonte: O ESTADO DE S.PAULO

Back To Top