skip to Main Content
11 3149-5190 | 0800-773-9973 FALE CONOSCO Como ajudar DOE AGORA

Fórum Internacional Alianza Latina debate saúde no terceiro setor

(Última atualização: 23 de novembro de 2021)

Evento virtual inicia nesta terça (23) e traz dados sobre impactos da Covid; veja como participar

O Fórum Internacional Alianza Latina será realizado entre os dias 23 e 25 de novembro e debaterá temas ligados à saúde no terceiro setor. Gestão, voluntariado, medicina personalizada e jornada do paciente são alguns dos temas do evento virtual, que acontece a partir das 16h e é gratuito.

Na abertura, serão apresentados resultados da segunda fase da pesquisa sobre o impacto da Covid-19 no tratamento de pessoas com doenças crônicas não transmissíveis na América Latina. Pelo menos 100 associações integrantes da Rede Alianza Latina participaram do estudo.

Os resultados mostraram que o tratamento foi afetado na pandemia e que, embora houvesse orientação para adoção de teleconsulta, 61% não tiveram acesso a esse tipo de serviço. Ainda assim, 89% dos entrevistados consideram o home care uma boa opção de cuidado.

O levantamento identificou falta de cuidado com o emocional dos profissionais de saúde durante a crise sanitária: 85% relataram não ter acesso ao atendimento psicológico.

Em novembro completamos 15 anos da Rede Alianza Latina”, diz Merula Steagall, presidente da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), líder da Alianza Latina e integrante de Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.

A rede, presente em 18 países, é composta por 123 organizações de apoio ao paciente e busca melhorar o acesso e o desfecho de tratamentos e a qualidade de vida dos pacientes na região latino-americana.

“Neste fórum, queremos celebrar a importância do trabalho e da cooperação entre redes para escalar o impacto de iniciativas sociais e gerar a transformação necessária para superar os imensos desafios de nossa sociedade”, completa.

Para participar, é preciso se inscrever em redalianzalatina.org. O evento é co-criado com Fundação Getúlio Vargas (FGV), Rede Filantropia, Instituto Brasil Solidário, Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR) e Swiss Social Center for Social Impact.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Back To Top