Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

sindrome mielodisplasica

Data de criação: 11 Abril 2016 Last modified on 11 Abril 2016

Síndrome Mielodisplásica (Mielodisplasia) - SMD

Consultoria: Dr. Phillip Scheinberg

Antes de explicar a mielodisplasia, também chamada por síndrome mielodisplásica, é muito importante ter em mente o que é e como funciona a medula óssea. E você já vai saber o porquê!

celulas tronco

A medula óssea é a responsável pela fabricação dos componentes do sangue: glóbulos vermelhos, encarregados pela oxigenação do organismo; glóbulos brancos, que defendem o corpo das infecções; e as plaquetas, que evitam hemorragias. As células-tronco é que dão origem a estes componentes.

Quando o organismo está trabalhando normalmente, as células nascem, amadurecem e são lançadas na corrente sanguínea somente quando já estão maduras (adultas), e aptas para desempenhar as funções citadas.

Mas quando as células começam a apresentar problemas na produção e amadurecimento, a mielodisplasia surge. Com isso, a medula óssea pode ficar superpovoada de células jovens, conhecidas como blastos, que são incapazes de exercerem corretamente suas funções, comprometendo a produção de células saudáveis.

É importante dizer que a mielodisplasia refere-se a um grupo de doenças, divididas em sete categorias pela Organização Mundial de Saúde (OMS). São eles:

· Citopenia Refratária com Displasia Unilinhagem (CRDU)

· Anemia Refratária com Sideroblastos em Anel (ARSA)

· Citopenia Refratária com Displasia Múltipla (CRDM)

· Anemia Refratária com Excesso de Blastos-1 (AREB-1)

· Anemia Refratária com Excesso de Blastos-2 (AREB-2)

· Síndrome Mielodisplásica não Classificada (SMD-U)

· Síndrome Mielodisplásica Associada à Deleção Isolada do braço longo de Cromossomo 5

Ela também pode ser classificada em primária e secundária. A mielodisplasia primária é aquela que não se sabe o motivo para as modificações nas células da medula, e corresponde a maior parte dos casos. Já a secundária é aquela que o paciente já passou por um tratamento com quimioterapia ou radiação, por exemplo, e acaba desenvolvendo a doença por este motivo em específico.

Além disso, em alguns casos, a doença pode evoluir para uma leucemia mieloide aguda, quando a medula para completamente de produzir células saudáveis.

Ainda não se sabe os reais motivos para o seu surgimento, mas esta não é uma doença hereditária. A mielodisplasia é mais comum em pessoas acima dos 60 anos, mas também pode ser diagnosticada em crianças (ainda que seja rara nessa faixa etária).

Se você foi diagnosticado com mielodisplasia, não hesite em tirar todas as suas dúvidas com seu médico. O especialista responsável por tratar este câncer é o onco-hematologista.



Vídeos de SMD

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator