Tel.: (11) 3149-5190 | 0800-773-9973

logo home

depoimentos

Depoimentos

  • Olá pessoal! Tenho 33 anos e aos 29 descobri a leucemia no início. Foi um choque para mim e para minha família, pois a doença estava bem agravada chegando a agudizar, e levando a um quadro bem delicado e crítico. Pensei que não iria sobreviver, pois nem as pernas sentia mais. Logo, fui internada com muita pressa para iniciar o primeiro ciclo de quimioterapia que foi um sucesso. Tive alta após 30 dias de internação que parecia mais uma década, fiz o segundo ciclo em alta hospitalar tendo que ir diariamente fazer as terríveis quimio, onde ao termino não obtive reposta significativa sendo assim os médicos sugeriram o transplante. Graças a Deus, meu irmão foi 100 % compatível, tive várias complicações nesse período de transplante, mas no fim tudo deu certo, graças a minha família, a Deus, principalmente, e excelente equipe medica que me acompanhou e acompanha até hoje. Hoje lógico Continuar lendo
  • Lilian Silva Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Olá amigos! Sou a Aline, de Alegrete/RS, fui diagnosticada com LH em janeiro desse ano e ainda continuo na luta. Fiz seis ciclos do protocolo ABVD e quando achei que estaria livre, veio a pet ct dizendo que ainda tinha algo ali. Chorei e fiquei muito triste. A doutora pediu uma biópsia de mediastino. Uma mediastinoscopia. Fiz e aguardo o resultado. Estou na luta junto com vocês. Deus vai nos abençoar porque somos mais que vencedores nele. Beijos, meus amigos. Continuar lendo
  • Aline Trindade Linfoma de Hodgkin - LH
  • Em dezembro do 2015, fui diagnosticada com LMC. Descobri por acaso, após um hemograma pedido pela nutricionista. Estava com 29.500 leucócitos e plaquetas 870.000. (Apesar que vinha sentindo dor na junção do quadril com o fêmur, do lado direito há um ano e o ortopedista achou que era coisa da idade, rsrs, tenho 46 anos). Não preciso nem dizer que meu mundo caiu após o diagnóstico. Dois meses tomando Hydrea, alupurinol e Aas, eu sentia dores ósseas e dor no baço. E depois da angústia do diagnóstico, veio a angústia da espera de 5,5 meses para ter o tratamento pelo HC de BH. Eu rezei demais pedindo a Deus que esse tratamento saísse!!! Os centros onco-hematológicos de BH estavam em greve por 2,5 meses. Comecei a tomar o Imatinibe e - para honra e glória de meu Deus - eu não tive nenhum efeito colateral com a medicação. A única é um Continuar lendo
  • Lidiane Machado Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Acho que vou no médico. Essa tosse não passa... Chegando ao consultório, expliquei que estava com tosse seca por um longo tempo. Fui então encaminhado para um exame de RX. O técnico quando viu o resultado, olhou pra mim e falou. "Não vou nem reter seu exame para o laudo. Leve direto ao seu médico" Quando vi a imagem, fique estarrecido. Mais tarde com o resultado da tomografia, foi revelado uma massa pulmonar de 9 x 6 cm. Isso explicaria o porque da perda de peso exagerada, coceira nas pernas, a febre no final da tarde, a sudorese durante a noite e o cansaço. Isso tudo era meu organismo tentando combater aquele mal que estava dentro de mim. Fui diagnosticado em 28 de dezembro de 2007 como portador de Linfoma de Hodgkin. Fiz 12 sessões de quimioterapia e 21 de radioterapia. Nas últimas seções de quimio, minhas veias já não Continuar lendo
  • Filipe da Silva Almeida Linfoma de Hodgkin - LH
  • Oi eu sou Aline, em 2008 descobri que estava com leucemia, fiz seis sessões de quimioterapia, meus dois irmãos foram compatíveis. Em 2009, três dias antes de me abaixar pra iniciar o transplante, meu namorado de 10 anos de namoro me largou, pois já estava com outra, mas ergui a cabeça e fui a cura da minha vida, tudo deu certo, logo após a retornar para casa conheci meu atual marido que me aceitou como estava, careca e usando mascara. Fazem 7 anos de transplante e 7 anos de casamento, agora eu conheci a verdadeira felicidade, por isso eu sempre digo: tenha fé em Deus e na vida, as vezes aparecem uns obstáculos mas erga a cabeça, pois para DEUS nada é impossível é só acreditar!!! Continuar lendo
  • Aline Pegorano Leucemia Mieloide Aguda - LMA
  • Olá, sou Amanda Castro hoje tenho 14 anos e 7 meses, com 12 anos perdi a função dos meus rins e 1 ano e meio depois do transplante de rim, por causa de uma medicação tive um linfoma não-Hodgkin. Foi um susto pois havia acabado de fazer um transplante e minha vida estava entrando nos eixos... Pois desde de pequena fui privada de muitas coisas por causa da doença renal... Foram 6 meses de quimioterapia... E hoje pra honra e Glória do Senhor estou curada, há 2 anos e 2meses fora de terapia e curada! Continuar lendo
  • Amanda Castro Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Em julho do ano passado descobri o linfoma, só fiquei sabendo que estava com a doença porque fiquei muito inchada, fui no médico e lá mesmo já fiquei internada 21 dias no hospital da minha cidade. Fiz a biopsia e depois de uns dias tive que fazer uma quimio de urgência, depois fui para São Paulo para fazer o tratamento lá, Deus só colocou pessoas maravilhosas para cuidar de mim. Meu tratamento durou 10 meses, já fui praticamente liberada pela médica, não tomo mais remédio e acabou as químicos! Um recado que deixo para todos é nunca perca a fé em Deus. Continuar lendo
  • Michele Alves Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Descobri a leucemia dois dias após completar meus 15 anos. Hoje fazem quase três anos já, mas jamais vou esquecer o medo, a angústia e todo aquela sensação ruim que a gente passa ao receber uma noticia dessas. Temos dias de sofrimento, dias que pensamos em desistir de tudo, dias que vemos nossos amigos podendo aproveitar a vida e nos damos conta que estamos ali, presos a uma doença. Mas eu garanto que a força e a fé que temos dentro de nós mesmos é capaz de transpor todas essas barreiras, e que sim, somos capazes de vencer esses monstros que nos parecem impossíveis. Fomos escolhidos, selecionados e esculpidos nas mãos de Deus, porque ele sabe a força que carregamos, e que no fim dessa luta só saímos mais guerreiros do que entramos! ❤️ Continuar lendo
  • Eduarda Leticia Lindner Leucemia
  • DEUS, toda glória pra ti senhor, e agradecer aos meus familiares, médicos, enfermeiras e amigos que foram fundamentais nessa batalha e que hoje a vida tem outro sentido. Hoje estou em remissão e com FÉ em DEUS estarei logo curado. Continuar lendo
  • Waldir Medeiros Linfoma de Hodgkin - LH
  • Talvez viver ao máximo seja seguir o seu propósito, o meu propósito é a felicidade, aos meus 43 anos os médicos me disseram que eu tenho leucemia, leucemia mieloide crônica, hoje aos 44 anos minha vida mudou... Tudo começou com a perda de peso, dores no baço, mas fui diagnosticado rapidamente. Passei por vários exames, vários medicamentos... só quem passa por isso sabe realmente o sentido da vida... Muitas vezes pensei em desistir, por estar sozinho, por tudo ter acontecido ao mesmo tempo... por ter terminado um relacionamento, por ter descoberto o câncer... A leucemia é silenciosa, muitas vezes sem efeitos aparentes, isso faz com que as pessoas a nossa volta até duvidem do diagnóstico... A 10 meses atrás, na hora de tomar banho, quanto eu me tocava, eu mau reconhecia o meu próprio corpo, me olhava no espelho e me sentia outra pessoa... Muitas vezes para o meu padrão, Continuar lendo
  • Alex Canonico Reis Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Fui diagnosticada com linfoma não hodking de altas células B em setembro de 2012. Fiquei 21 dias internada, para conclusão do diagnóstico e passei por 10 sessões de quimioterapia, 6 intravenosas e 4 intratecais. Foi um momento doloroso, meus cabelos caíram, tive muitas restrições na alimentação, mas seguindo todas as recomendações médicas, hj estou no controle e minhas consultas já são anuais. Meu desejo é que todos os pacientes que hj passam por esse tratamento, tenham a mesma fé e bênção que eu tive. Depois de saber que não havia nada da doença em meu organismo, descobri que estava grávida e meu filho hj tem 2 anos e três meses, com a graça de Deus! Meus cabelos cresceram, aquele cansaço e sensação de que eu nunca mais seria normal também. Sei que hoje sou uma nova pessoa, minha vida tem mais alegria e procuro ajudar a todos que passam por Continuar lendo
  • Juliana Soares Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Minha história começou em outubro de 2006 , quando tive 4 pneumonias, em seguida uma tosse e coceira que insistiam, emagreci 20 kilos em pouco tempo, nenhum médico descobria a razão, a coceira aumentou muito, aí começou as dores no corpo, juntamente com febre e uma sudorese daquelas de molhar a cama. Foram 11 meses em busca de ajuda, até que dia 17 de agosto de 2007, fui para o PS do Hospital Samaritano, tudo que mais queria era dormir, estava exausta , para minha grata surpresa encontrei um medico que o chamo de anjo, Dr Ricardo Coelho, que identificou que era algo mais grave, fui internada na hora, foram feitos vários exames. Dia 19 o diagnóstico Linfoma do Hodgkin, fiquei uma hora sozinha refletindo, havia perdido minha mãe para o câncer, mas sou uma guerreira , amo a vida, por querer continuar vivendo, fui a luta. Dia 7 de setembro minha 1ª Continuar lendo
  • Paula Szyfer Linfoma de Hodgkin - LH
  • Sempre sonhei em ser "mãe”. Em 2013, 3 após acompanhar a luta da minha mãe contra um câncer de pâncreas e, infelizmente, seu falecimento, descobri que estava grávida. Entendi que Deus estava nos mostrando que a vida deve seguir, mesmo após a morte de alguém tão importante. Eu e meu noivo decidimos agilizar o casamento, uma vez que a data pré estabelecida seria Maio de 2014 e com a gravidez esta seria a provável data do parto. No meio da organização apareceu um "caroço" no meu queixo e meu pescoço começou a incomodar. Após tratar do caroço como "espinha" por mais de 1 mês veio o diagnóstico: Linfoma Não-Hodgkin. De cara falei com o meu médico e meu marido que não faria tratamento, sonhava em ser mãe e queria realizar este sonho, depois do parto veríamos como resolveríamos a situação. O médico disse que eu não tinha esta opção, ou Continuar lendo
  • Camila Mariana Costa Fonseca Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Olá pessoal! No dia 02/02/2012 depois de ter realizado uma biópsia de medula óssea tive uma surpresa que me tirou o chão de baixo dos pés. O resultado foi leucemia ou leucemia de células pelosas, um tipo de câncer que ataca acima dos 75 anos conforme informações dos médicos.Eu com 48 anos fui diagnosticado com este tipo de câncer. Minha esposa e meus dois filho ficaram em desespero, mas levantei a cabeça e disse a eles que eu tenho uma chance e eu vou lutar por ela, juro que não é fácil, mas sou bem teimoso. Tive que brigar na justiça para conseguir os medicamentos onde foi possível somente em junho de 2012 dar inicio ao tratamento. Fiz a primeira quimio, mas no segundo dia tive reações e fiquei internado por 17 dias, em isolamento.Graças a Deus tive alta e agora estou em casa. Já terminei as quimio e estou Continuar lendo
  • Celio Ailton dos Santos Leucemia Linfoide Crônica - LLC
  • Tenho 53 anos, sou casado e tenho 3 lindos filhos. Em janeiro de 2010, então com 50 anos, passei por uma experiência muito dolorosa. Era final do ano de 2009, entre natal e ano novo e depois de sentir dores horríveis nas costas, fui a um médico no dia 04/01/2010, em um ortopedista. Depois de uma avaliação e alguns RXs (radiografias), foi observado que eu estava com uma fratura na coluna vertebral, especificamente na L2. Foi solicitada então uma ressonância magnética com urgência, o que foi feito uma semana depois. No dia 11/01/2010, o dia mais triste da minha vida, o diagnóstico terrível de Mieloma Múltiplo. Eu nunca tinha ouvido falar, mas já estava avançada a doença, segundo o médico, eu já convivia com isso há pelo menos um ano. Eu estava com inúmeras lesões ósseas e duas fraturas patológicas consumadas pelo menos. Meus ossos estavam quebrando como casca de Continuar lendo
  • Aldo Roberto Mattar Mieloma Múltiplo
  • Minha história começou em julho de 2010. Quando ao fazer exames de rotina, um doppler da carótida, foi encontrado um nódulo na tireóide. Que após uma biopsia foi constatado um carcinoma papilifero.Fiz cirurgia para retirada da tireóide no Hospital 9 de Julho com Dr. Vergilius J.F. Filho, tratamento seguido por sessão de iodoterapia, e minha doença foi sanada.Em novembro de 2011 fazendo meu exame anual de próstata, o medico notou no toque, o lado esquerdo da próstata um pouco duro, mas como o PSA e Ultrassom estavam normais ele pediu para voltar após 40 dias com novos exames. No meu retorno, mais uma vez o resultado de PSA e Ultrassom estavam normais, e a próstata continuava dura, então foi pedida uma biopsia onde foi constatado um adenocarcinoma na próstata bem no início. Minha cirurgia já estava marcada, quando meu filho André, medico, fazendo residência de cirurgia geral,me disse a respeito Continuar lendo
  • Sergio Carbone Mieloma Múltiplo
  • Meu nome é Sarah, tenho 24 anos, sou advogada. Descobri que estava com linfoma de hodgkin em maio de 2014, porém desde o final do ano passado que vinha sofrendo seus sintomas mas não sabia o que era. Tudo começou com fortes dores nas costas e que com o tempo foi piorando, acordava suada e muito enjoada, com falta de ar e, também, vinha me sentindo muito fraca, sem energia para certas atividades. Até que fui a um médico de coluna e este não viu nenhum problema na minha lombar e passou alguns remédios. As dores continuaram e os sintomas também. Procurei um reumatologista que me pediu um raio x da coluna e me indicou fazer pilates e rpg. Entrei no pilates e até então as dores foram diminuindo, até que surgiram uns gânglios na axila e na virilha que me chamaram a atenção. Acabei procurando uma ginecologista que me Continuar lendo
  • Sarah Maia Holanda Linfoma de Hodgkin - LH
  • Melina “Há 24 dias recebi uma notícia que nenhum jovem entre seus 20-30 anos deveria receber na vida. "Você tem um tumor no mediastino". Uma bomba de repente cai e leva tudo ao seu redor, a vida para, uma rasteira repentina e inacreditável, o sentimento a princípio é de total desespero, negação, medo, "Mas estava tudo tão bem na minha vida, como isso está acontecendo?" A ficha não cai por nada desse mundo, a primeira coisa que vem à cabeça é, "Por que eu? Isso não é justo". Um sentimento indescritível de desespero que só quem já passou pode entender. Da biópsia até o resultado foram longas e angustiantes 2 semanas e enfim o diagnóstico de Linfoma de Hodgkin. Não é fácil aceitar, em nenhum momento da vida, que se tem câncer, imagina aos 24 anos. Mas como eu ouvi de algumas pessoas, e acredito, é que Deus não coloca em nosso Continuar lendo
  • Sergio Botelho Linfoma de Hodgkin - LH
  • Meu querido Cassinho nas férias de julho de 2012 na casa da avó, estava brincando com as primas de pintar e me disse que não estava conseguindo pintar, nem escrever o nome. Em um primeiro momento pensei que por estar em férias pudesse ter esquecido ou estar brincando, falei para ele parar de brincadeira e pintar logo. Ele não conseguia. Eu disse a ele: "te dou 10,00 se você escrever seu nome" (porque o Cássio sempre junta o dinheirinho dele em um cofrinho), mas ele não conseguiu. Estava no interior, iria deixá-lo em minha mãe durante a semana para trabalhar, mas peguei-o no mesmo momento e levei-o um Pronto Socorro de referência em São Paulo, passou pelo Ortopedista, Pediatra e Neurologista que me deram o diagnóstico equivocado de lesão no nervo da mão. Passou uma semana tomando anti-inflamatório e nada de melhorar, levei-o a um outro neurologista que confirmou o Continuar lendo
  • Viviane Guimaraes Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • "Estava eu de férias na praia em Julho de 2013 quando ao tomar banho de mar senti uma ardência nas pernas. Chegando a casa e ao tomar ducha verifiquei que tinha umas manchas nas pernas. Regressando de férias após 3 semanas, sempre com a erupção cutânea a aumentar fui ao dermatologista que mandou fazer uma biópsia á pele danificada cujo diagnóstico detectou fase inicial de Micose Fungóide (que acomete preferencialmente a pele) e que é uma das características do linfoma cutâneo de celulas T.Julgava eu por ter feito naquela altura análises de sangue e urina e exame do coração que tudo estava bem, mas já tinha um linfoma no meu corpo. Pode-se concluir que não somos ninguém nesta vida. Em face de este drama que estou a viver pensei recorrer á Abrale para divulgar o meu caso e perguntar se há alguém neste espaço informático que me possa ajudar a Continuar lendo
  • Carlos Pereira Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Fui vitorioso ao superar um câncer linfático (linfoma não Hodgkin). Por isso, compartilho de maneira objetiva o resumo das estratégias que usei durante o tratamento, pois pode ser útil às pessoas que passam pela mesma situação.O segredo do sucesso, para mim, se resumiu a muita disciplina e métodos alternativos. Não descansei até chegar à cura. De acordo com o oncologista que me tratou, mais de 70% da cura do câncer depende do paciente. Então, acreditei no meu poder interior e fiz o seguinte:1. A luta é solitária. A força para vencer a doença vem de dentro para fora. Por mais solidariedade que tivesse, eu sabia que para combater a doença a luta era solitária. Recebi muita solidariedade, mas as pessoas queridas não poderiam me substituir no campo de batalha, por mais que tentassem, porque a doença era minha, estava no meu corpo, e não no corpo delas.2. Era o inimigo, o Continuar lendo
  • Danilo Vilela Prado Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Câncer tem cura, basta acreditar!Minha história começou em julho de 2011, onde com uma forte dor no tórax realizei tomografia que constatou uma massa tumoral de 13cm e logo com a biopsia o diagnóstico, Linfoma não Hodgkin de Grandes células B de Mediastino (região do tórax).Comecei o meu tratamento em agosto de 2011 (SP) com quimioterapia e radioterapia, finalizei em fevereiro de 2012 com sucesso e sem nem ao menos uma internação, apenas tratamento ambulatorial.Hoje estou seguindo para o terceiro ano de cura, com retorno ao médico a cada 6 meses, apenas para controle.Passei por uma fase difícil, perda do cabelo, idas ao hospital por diversos dias seguidos, mas quando se confia nas promessas de Deus nada é impossível, eu acreditei, confiei e hoje estou curada pra contar minha história de superação!Por isso digo, quem estiver passando por essa doença, não desista, seja forte e acredite na cura, ela existe Continuar lendo
  • Fabiana Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • No ano de 2013, exatamente no domingo de páscoa, meu pai começou a sentir-se mal e ao passar do tempo ele foi piorando e ficando cada vez mais fraco e perdendo seu peso. Em maio desse mesmo ano ele foi diagnosticado com câncer até então no reto de 4 cm e no intestino de 9 cm como adenocarcinoma. Seu estado foi se agravando e ele fez a cirurgia de retirada dos tumores onde na verdade foram descobertos 2 tumores de reto como adenocarcinoma e o do intestino como Linfoma não-Hodgkin de grandes células b. O médico disse que isso é raro como ganhar na loteria para o lado ruim, mas ele se recuperou significativamente da cirurgia e a cada dia sua melhora era notada. Logo ele começou o tratamento para o tumor de reto que apesar de menor era mais agressivo. Fez 25 dias de radioterapia e de quimioterapia oral, sem Continuar lendo
  • Tuany Linfoma não-Hodgkin - LNH
  • Tudo começou em janeiro de 2011, estava sentindo muito cansaço, muito desanimo não conseguia fazer nada, poderia até ser normal pois estava amamentando meu filho que tinha 9 meses na época. Mas logo apareceu um carocinho bem pequeno do lado direito do pescoço juntamente com dores na garganta, fez até o primeiro médico diagnosticar uma infecção de garganta, tomei benzentacil e voltei para casa. Um mês depois os sintomas não passavam e o carocinho já havia aumentado um pouco e aparecera outro do outro lado do pescoço juntamente com febre todos os dias a tarde, emagrecimento e muita fraqueza. Voltei ao médico e ela achou muito estranho, pediu que levantasse os braços e apalpando as axilas sentiu mais dois caroços um em cada axila. Pediu que eu fizesse vários exames que nada constaram a não ser uma anemia, mas eu piorava: sudorese noturna, os caroços cresciam muito a cada dia o Continuar lendo
  • Soraia Fagundes Linfoma não-Hodgkin - LNH
  •   “Eu sempre fui sonhadora é isso que me mantém viva... o aprendizado foi duro e mesmo diante desse revés não parei de sonhar, fui persistente.” Realmente a vida é um livro... a cada dia que passa escrevemos um capítulo a mais nesse livro... e na minha não poderia ser diferente... Vivendo de alegrias e tristezas. Sou uma menina sonhadora, me chamo Leydiane, vivo intensamente cada minuto de meus 26 anos, entre sorrisos e lágrimas. Mas não se engane sou uma mulher forte, decidida, que faz de tudo para ser feliz, luta como pode para conseguir realizar os seus sonhos, alguns já foram realizados... mas outros ainda não estão nem na metade... Vivo sorrindo bonito, e deixo os outros querendo saber qual o segredo que me faz tão feliz, apesar de tudo que tenho passado... Sou aquela que agradece a Deus por ter o privilégio de amar e ser amada. Continuar lendo
  • Leydiane Rebouças Públio Linfoma de Hodgkin - LH
  • No final de março de 2013 eu tinha recém completos 16 anos. Eu tinha uma vida saudável e praticava esportes, porém não fazia exames de sangue desde pequena. Um dia meu pai notou uma protuberância na minha barriga e me levou para fazer um ultrassom, descobrimos que meu baço estava aumentado (o dobro de seu tamanho normal) e que eu precisaria procurar um hematologista. Já na primeira consulta o médico me diagnosticou com suspeita de LMC e o hemograma alterado só confirmou nossas suspeitas. Na época, entrei em desespero, procurei em sites para tentar entender minha doença mas não conseguia achar nada compatível ao meu caso, nunca encontrei depoimentos de pessoas tão jovens como eu com LMC. Comecei meu tratamento com Glivec, mas após 6 meses de muitas náuseas, o resultado do BCR-ABL mostrou que o Glivec não tinha efeito em mim. Troquei de rémedio e fui para o Sprycel, a Continuar lendo
  • Ana Carolina Souza Pinto Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Oi sou Lucas, tenho 23 anos e a pouco tempo recebi o diagnóstico de LMC.Antes desta descoberta me considerava uma pessoa saudável, pois ao longo de minha vida nunca apresentei nenhum sintoma o qual pudesse me preocupar ou que eu pudesse considerar como algo sério. Costumava suar muito a noite tanto no inverno quanto no verão, mas achei que era normal.Prestei serviço militar, fazia atividade física (futebol) três vezes na semana, fui doador de sangue e aparentemente estava tudo normal.Até que junho de 2013 estava trabalhando com vendas externas, fiquei muito exposto a chuva, o que resultou numa gripe muito forte e um quadro febril muito alto, tão alto a ponto de encharcar as cobertas durante a noite. Também foi nesse período que notei um inchaço incomum no abdome como se fosse um grande "caroço". Procurei um posto de saúde o médico solicitou uma bateria de exame. No mesmo dia Continuar lendo
  • Lucas de Oliveira Rodrigues Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Para minha família. Antes de começar a contar minha história, sou obrigado a fazer um breve resumo de quem sou.Por toda minha vida, sempre fui um esportista, joguei basquete durante muito tempo. Tenho 1,93 cm de altura e peso 95 kg. Minha família é unida e feliz. Numa noite de julho de 2001, ao sair de uma festa, fui obrigado a empurrar o carro ladeira acima devido a uma pane elétrica. Foi um esforço sobre-humano, mas pessoalmente gratificante. Coisas de homem... Jamais imaginaria que a partir desse momento minha vida se tornaria um pesadelo tão grande... por mais de três anos!E a dor não cediaNo dia seguinte ao esforço, acordei com uma dor incômoda nas costas. Passados três dias, a dor não cedia e resolvi procurar um hospital municipal, já que não tinha plano de saúde. Após uma avaliação clínica, o diagnóstico foi uma contratura muscular com prescrição de analgésicos e anti-inflamatórios. Continuar lendo
  • Ricardo Afonso Silva de Brito Leucemia Mieloide Aguda - LMA
  • No ano passado numa bela sexta-feira 13 que para muitos seria um mal pressentimento para mim não foi, começa na minha vida algo novo... novo começo, um novo recomeço, novo caminho, uma nova VIDA. Nossa, mas o que tinha de tão especial essa sexta-feira? Foi nesse dia que meus planos, meus desejos e meus sonhos tomaram um novo rumo, foi o dia que recebi a pior noticia da minha vida, estava doente, estava com LEUCEMIA. Meu Deus vou morrer?! Essa deve ser a pergunta de muitos que passam por isso, mas a minha não foi, a minha foi "Deus e meus cabelos? vou ficar sem meus cachinhos de ouro?" Nunca tive medo da morte, porque minha vida está em Cristo e a minha fé está Nele por isso não tive esse medo. Logo que recebi o diagnostico já fiquei internada e foi ai que Deus começou a trabalhar ainda mais a minha fé. Continuar lendo
  • Carolina Tonioli Leucemia Mieloide Aguda - LMA
  • Oi, boa noite. Hoje pela manhã fui para o bloco cirúrgico fazer um mielograma (que NÃO é um processo cirúrgico). Tomei anestesia, dormi, e minha médica fez a punção do sangue medular.Voltei para o quarto, tirei essa foto, e fiquei aguardando o resultado. Com pouco menos de uma hora, Dra. Anne chega, e com toda a calma e tranquilidade que ela sempre me passou, falou que minha medula ainda está infiltrada, ou seja, ainda tenho leucemia, e só poderei fazer o transplante de medula óssea quando não tiver mais doença nenhuma. Fiquei triste, chorei, fiquei quieto... Mas eis-me aqui, levantei a cabeça, e estou pronto para a batalha. Nova quimioterapia, novas drogas... Mas, tudo acontecerá no tempo de Deus, não no nosso! A única coisa que podemos fazer é acreditar. E não deixar a deprê te consumir, xô deprê! Pra bem longe de mim! E ela se foi!! Parte Boa da Continuar lendo
  • Petrônio Felipe da Rocha Velez Leucemia Linfoide Aguda - LLA
  • Erick aos 7 anos e 3 meses, 26 de novembro de 2010, se deparou com um problema sério - Leucemia - LLA.A partir de então, na mesma noite fomos encaminhados a Salvador. O tratamento começou logo que chegamos e o protocolo desse tratamento são de 2 anos e meio de químio.Ficamos definitivamente em Salvador, Erick estava respondendo bem ao tratamento, no meio do ano de 2011 engravidei e decidimos congelar a célula tronco, mesmo não tendo indicação para transplante, pois o tratamento estava indo bem.Depois de 2 anos e 3 meses, ele teve alta e para nossa surpresa, depois de 15 dias chegou o resultado dos exames e o problema havia voltado. Decidimos vir para São Paulo, chegamos dia 03 de abril, no dia do aniversário da minha filha. Desde então estamos morando aqui. A equipe médica decidiu pelo transplante, pois a leucemia LLA - T é complicada e começar um novo protocolo Continuar lendo
  • Karla Evely Oliveira Passos Leucemia Linfoide Aguda - LLA
  • Bom dia a todos,Mais uma vez eu passo aqui para deixar votos de força a todos que passam pela mesma situação em que eu estive um dia.Ha 3 anos tive LLA-T, fiz 8 duras internações para o tratamento com quimioterapia e 2 longos anos de manutenção. Durante a manutenção pude, com acompanhamento dos meus médicos, fazer meu MESTRADO e hoje fazendo apenas o controle estou fazendo meu DOUTORADO.Gostaria de dizer que não me considero nem mais nem menos que ninguém, então se eu consegui FORÇA e acreditem, pois quando vocês menos esperarem A VIDA VOLTA A SER COMO SEMPRE FOI!!!!FORÇA Continuar lendo
  • Leonardo Bruno Federico Leucemia Linfoide Aguda - LLA
  • Estou casada há cinco anos. Em outubro de 2011, tivemos nosso filho, Davi e tudo correu muito bem comigo.Em março/12, fiz um exame de sangue de rotina porque minha ginecologista havia pedido e, pra minha surpresa, minhas plaquetas estavam altíssimas (1.200,00). Estranhei e marquei um hematologista. Fiz alguns exames, mas o médico não deu qualquer diagnóstico e me pediu mais exames. Resolvi ir a outro hematologista e em agosto/12, depois de um PCR p/ABL-bcr veio à resposta: eu tinha o cromossomo Philadelphia. Fiquei apavorada e minha consulta só aconteceria em uma semana. Só pensava no meu bebê que tinha dez meses! Pensava que não o veria crescer, que o meu fim estava perto. Na consulta, a médica confirmou o exame: eu tinha LMC (Leucemia Mielóide Crônica). Foi um choque, tive crises de choro por um bom tempo. Logo consegui uma vaga no HEMORIO, centro de referência e comecei a tomar o Continuar lendo
  • Jeane de Araujo Silva Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Há algum tempo atrás deixei meu depoimento sobre minha luta contra LMC. Sou transplantado a 8 anos e quero compartilhar com vocês minha alegria de poder ser pai. Aqui posto um Link sobre uma entrevista que fiz no Hospital Amaral Carvalho, juntamente com essa pessoa fabulosa que é o Dr. Mair. Gostaria muito de compartilhar isso para que pessoas que são transplantadas não percam a esperança, como eu nunca perdi a minha. To sempre pronto para novas batalhas... abraços. http://redeglobo.globo.com/platb/tvtem-jogo-de-cintura/2013/03/30/hospital-do-cancer-de-jau/   Continuar lendo
  • Ronaldo Cesar Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • “Tudo Começou numa salinha escura”A busca pela cura da LMC fez Eduardo Marafanti apoiar a fundação da AbraleDepois do diagnóstico de leucemia mieloide crônica, Eduardo, dizia o médico, tinha pouco mais de um ano de vida. Até que soube da introdução de remédio revolucionário que prometia a cura da doença, nos estados unidos. “Fui até lá e consegui a última vaga para utilizar a droga, já na segunda fase de testes.” foi um sucesso. De volta ao Brasil, ele quis atestar a eficiência do gilvec (hoje primeira opção de tratamento em casos de LMC) e introduzi-lo no país. Foi para a imprensa, conheceu Merula Steagall, então presidente da Abrasta (e que viria a ser a presidente da Abrale), e recebeu o convite para participar da fundação da Associação. Anos mais tarde descobriu, sem sintomas, que sofrera uma piora repentina. “Soube que tinha duas semanas de vida, ironicamente, enquanto fumava um charuto, para Continuar lendo
  • Eduardo Marafanti Leucemia Mieloide Crônica - LMC
  • Meu nome é Thiago, tenho 30 anos e sou de Batatais interior de SP. Minha história é de Linfoma. Em 2011 sentia formigamento nas pernas, falta de força, febre, e não sabia o que podia ser. Fui ao médico e ela falou que eu estava com Hérnia de Disco. Comecei o tratamento com fisioterapia mas não melhorava, foi passando o tempo até que parei de andar.Fui internado na minha cidade, mas mesmo assim não descobriram o que podia ser. Fui transferido para o HC Ribeirão Preto, lá descobriram depois de 11 dias de internação que eu estava com linfoma comprimindo minha medula. Decidiram operar. Na cirurgia ocorreu tudo bem, mas fiquei sem andar por 9 meses, faltava força, fiz a quimioterapia 6 ciclos, sem muita reação, só sentia um pouco de cansaço. Os médicos também disseram que eu não podia ser pai devido ao tratamento da quimio ser forte e matar Continuar lendo
  • Thiago Alexandre Camara Linfoma de Hodgkin - LH
  • 1

Certificados

Busca rápida


Importante!

Os conteúdos disponíveis neste portal são exclusivamente educacionais e informativos. Em hipótese nenhuma deve substituir as orientações médicas, a realização de exames e ou, tratamento. Em caso de dúvida consulte seu médico! O acesso a informação é um direito de todos.

 

Hospedagem Voluntária

hostgator